Recém-Mamães

AMAMENTAÇÃO

Amamentar é acima de tudo um ato de amor. Um momento onde são desenvolvidos laços de amor e conhecimento. Um privilégio das mulheres.

O leite materno é de extrema importância, e deve ser o alimento EXCLUSIVO para os bebês de 0 a 6 meses, pois contém todos os nutrientes indispensáveis para seu desenvolvimento nesse período.

Isso significa que nenhum outro alimento deve ser dado ao bebê, nem água. Ele não necessita de líquidos ou chás para matar a sede. O próprio leite materno reúne essas funções: nutrir e matar a sede.

Logo após o parto, o primeiro leite que o bebê receberá será o colostro, leite produzido pelas mamas, mais denso que o leite maduro, de tonalidade mais amarelada, rico em proteínas e anticorpos, realizando uma “imunização” inicial ao bebê. Nos dias subseqüentes ao parto o organismo da mulher vai começando a produzir o leite materno dito “maduro”. Este leite é dividido em 2 etapas:

Leite claro – é a parte que sai no inicio de cada mamada, logo que o bebê inicia a sugada. Sua coloração é clara, parecida com água de coco ou a “água da 2ª lavagem de arroz”; é mais fluída e ajuda a matar a sede.

Leite branco – a 2ª parte que só é produzida após 2 minutos que o bebê já está sugando; trata-se da porção mais “pesada”, rica em nutrientes e gordura, fornecendo ao bebê as calorias necessárias ao seu bom e perfeito desenvolvimento.

Quanto mais a criança sugar, mais leite será produzido, garantindo assim, uma amamentação adequada. O uso indevido de mamadeiras, com chás, água e mesmo outro tipo de leite que não o materno, levam ao desestímulo do ato de sugar, o que causará com certeza a parada no processo de amamentação.

O leite materno favorece o desenvolvimento correto do sistema imunológico do bebê, fornecendo-lhe maior resistência e saúde. Além disso, aumenta o vínculo afetivo entre mamães e bebês.

Como se não bastasse, amamentar também contribui para a menor incidência de quadros de câncer de mama, diminui o risco de uma futura osteoporose e contribui para que a mamãe volte ao peso normal mais rapidamente.

Lembre-se: NÃO EXISTE LEITE FRACO, o que existe é leite materno, importantíssimo e adequado às necessidades nutritivas do seu bebê.


Daniela L. Comenalle
Nutricionista
CRN 12288
Contato: dani.nutricionista@mae24horas.com.br