Bebezões

EXPOSIÇÃO SOLAR DOS BEBEZÕES



O verão está chegando e com ele aumentam as exposições ao sol.

Seja no mar, na piscina, ou mesmo no parque, no jardim ou na rua, cuidados devem ser observados para que a exposição seja benéfica e não traga prejuízo algum à saúde dos bebês.

No caso de bebezões (bebês acima de 1 ano) já podemos e devemos adotar um fotoprotetor para as exposições ao sol.

As mesmas recomendações para bebês menores ainda são mantidas, como a observação dos melhores horários para exposição (antes das 10hs e após as 16hs), o uso de chapéus ou bonés e a ingestão freqüente de líquidos. Em meu livro “Gêmeos, trigêmeos ou o que mais vier – O Guia da Mãe 24 Horas”, descrevo os cuidados do banho de sol para os bebezinhos e recém-nascidos.

O sol é importantíssimo para todos, pois através dele ativamos a Vitamina D ingerida, que auxilia principalmente a fixação de cálcio pelo organismo, desenvolvendo e fortalecendo adequadamente ossos e dentes. É por isso que pediatras recomendam o “banho de sol” diariamente aos bebês, de 10 a 20 minutos. Estudos recentes mostram que uma exposição de dez minutos, até em dias alternados, já é suficiente.

Há muita controvérsia entre especialistas quanto à utilização ou não de fotoprotetores em bebês. Tais produtos contém filtros solares, que auxiliam a filtração da radiação solar, impedindo seus efeitos nocivos sobre a pele. Estes filtros podem ser físicos (mais suaves) ou químicos (mais agressivos).

O sistema imunológico dos bebês ainda está em desenvolvimento, com presença de uma pele mais sensível e delicada, sendo mais suscetível a irritações cutâneas e quadros alérgicos. Tais filtros poderão causar irritação indesejada à pele.

Sendo assim, recomenda-se a não utilização de Fotoprotetores até 6 meses de idade; de 6 meses a 1 ano recomendamos a não utilização , salvo orientação do Pediatra em contrário.

Portanto até 1 ano, devemos respeitar rigorosamente as restrições quanto aos horários de exposição, uma vez que não estarão protegidos com nenhum produto.

Após 1 ano, porém, torna-se fundamental sua aplicação. Na praia ou piscina, na cidade ou no campo, em exposições prolongadas, e até mesmo na neve, devemos aplicar uma camada homogênea do produto sobre as áreas expostas, reaplicando o fotoprotetor a cada 2 horas ou a cada mergulho na água. Mesmo assim vale lembrar que em bebês com até 2 anos de idade, exposições muito longas não são recomendadas.

Produtos com Fator de Proteção 30 (FPS 30, também chamados de bloqueadores) já são mais do que suficientes, salvo recomendação médica específica. Escolha um produto de boa procedência, marca conceituada, pois o que está em jogo é a saúde de seu bebê.

E lembre-se: no passeio de carrinho, ou já nos primeiros passos, vale salientar a recomendação do uso de roupas leves e folgadas, deixando descobertos braços e pernas. Além de promoverem a perfeita exposição dos membros, facilitarão os movimentos, proporcionando maior prazer a esse hábito tão saudável.



Sara Gonçalves
Farmacêutica Industrial
Profa. de Cosmetologia
Membro da Associação Brasileira de Cosmetologia
Contato : sara.cosmeticos@mae24horas.com.br